quarta-feira, 6 de julho de 2011

O ´codigo do rei Hamurabi

 A lei de Moises esta sendo exposta para regular a vida social e espiritual do povo de Israel.
 Observe que muitos destes preceitos são de ordem moral e eram bastante comuns às outras nações naquela época. Como prova disso, há no museu do Louvre, em paris, uma escura de 2,25m de altura, com centenas de linhas escritas em caracteres cuneiformes ( escrita em forma de cunha, usada pelos assirios, persas e babilonios) e foi escrita pelo rei hamurabi que, apesar de ter vivido cerca de 3 seculos antes de moises, traz muitas leis semelhantes as escritas nos cap. 21 e 22 do livro de EXODO. Por exemplo: Leia primeiro Ex 21;28-32 e compare com o texto abaixo, que está nas linhas 250 e 251 da pedra que é  conhecida no mundo todo como O Códogo de Hamurabi:
 "Se um boi chifrar um cidadao enquanto esse estiver caminhando pela estrada, provocando sua morte, nesse caso não deve haver punição. Se o boi pertence a um cidadão que foi informado pelas autoridades de que o boi tinha propensão a atacar, mas não lhe cortou os cornos nem o manteve sob controle, e esse boi chifrar outro homem, matando-o, então deve pagar trinta moedas de prata"

Código de Hamurabi

 Ha, ainda, outros 
textos na pedra de hamurabi que são semelhantes. Por ex; Exodo, 21:24 
diz: "olho por olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé" ; O codigo de hamurabi diz: " Se um cidadão vazar o olho de outro,, deve ter seu olho vazado. Se quebrar o osso de outro, deve ter seu osso quebrado. Se arrancar o dente de outro, deve ter o seu dente arrancado"(linhas 196, 197,200).

  Com isto, nós vemos que Moisés procurou regular varios aspectos da vida diária do seu povo, adequando-os à civilização da época, já que aqueles escravos recém-libertos não tinham uma constituiçao e haviam desaprendido, em 430 anos de escravidão, o que era ser um cidadão que respeita o direito do próximo. 

Um comentário:

ricardocosta1975 disse...

olá, irmão belo texto trazendo um contexto
histórico e fazendo relação com a religião
beleza, é bom sempre aprendermos coisas novas e
edificantes, abraço.